Isso mesmo: Casa Cor chegou à Miami!!

Além de hospedar uma das melhores edições da Art Basel, Miami tornou-se um lugar fantástico também para apreciar o melhor do design de interiores, explica Mariana Niro, Executive Director of Luxury Sales. Mariana é uma das principais executivas do mercado imobiliário na Flórida e desempenha um importante papel como assessora financeira de seus clientes, sempre encontrando exatamente o que eles necessitam, com talento e filtro apurado para achar belas residências. Quem está à procura do seu sonho imobiliário ou quer simplesmente investir no mercado da Flórida, tem que visitar o novo empreendimento projetado pelo maravilhoso arquiteto Renzo Piano – detentor do Premio Pritzker. Trata-se de um edifício à beira- mar de Miami Beach, o “Eigth Seven Park”. E é muito mais do que um simples edifício, é um marco: são 70 apartamentos que parecem desafiar a gravidade. Seu empreendimento foi lançado junto com a Casa Cor Miami que também é uma novidade na cidade.

Você precisa conhecer o que os arquitetos e designers estão fazendo por aqui: a combinação de todas as ideia com os belos apartamentos, com certeza vai te ajudar a encontrar um decor perfeito para a sua casa. A Casa Cor chega em Miami num momento ideal para o consumidor local e também para os que não moram por aqui.

Com 30 anos de experiência, a CASACOR Miami compartilha com arquitetos e fornecedores puro design em ambientes mágicos. Serve como local para testar, lançar novos conceitos e apresentar ideias modernas para um futuro melhor.

São três coberturas de grande porte localizadas no rooftop do Brickell City Center, local que abriga um shopping center novíssimo e lotado de grifes. A Casa Cor vai até o dia 18 de dezembro. Imperdível!

 

Subindo ao 43º andar cada “Home Sweet Home” varia de US $ 3,5 milhões a US $ 6 milhões de vistas deslumbrantes.

Os quartos são tão variados quanto os designers da Casa Cor, que tiveram total liberdade de criar, e por conta disto compuseram um resultado bem eclético. Os quartos são mais tradicionais.

A delicadeza sempre presente nos espaços de Roberto Migoto fez com que eu amasse e escolhesse como o THE best de toda mostra.

 

O Stúdio Guilherme Torres projetou um quarto clean com peças da Espasso e Gessi.

Dado Castelo Branco, sempre com sua arquitetura irretocável.

Paulo Alves foi um designer presente com seu mobiliário bem contemporâneo.

Enquanto isso, num quarto projetado pelo arquiteto goiano Leo Romano, as prateleiras, os armários e a cama estão todos presentes numa sala muito acolhedora.


“Miami é como uma salada de frutas”, explica Lucio Grimaldi, CEO da Casa Cor Miami. “É um caldeirão de designers e ideias que vêm de diferentes lugares. Queríamos que nosso projeto representasse isso “. E eles conseguiram!

O que está rolando na Art Basel em Miami em 2017?!

Art Basel Miami é uma das feiras mais bombásticas do circuito internacional da arte moderna e contemporânea. Isso tudo porque além da feira de arte, criada nos anos de 1970 em Basel, e com edições em Miami Beach e Hong Kong, acontece um intenso programa de atividades (festas, exposições e eventos envolvendo arte, cinema, design e música) que transforma Miami no ponto de encontro mais badalado de artistas, designers, arquitetos, galeristas e interessados em artes. E entre elas está A FORM.

A FORM Miami é uma das únicas ferias de arte em Miami que expõe objetos de escultura e arte aplicada. O programa apresenta artistas novos e artistas já consagrados pelo mundo com trabalhos que valorizam a inovação em artes decorativas contemporâneas e design, destacando o trabalho em cerâmica, fibra, vidro, metal, madeira e recicláveis.

São obras tridimensionais incríveis, que esbanjam criatividade e ousadia, desafiando o visitante a se desprender dos padrões. E além delas, pinturas, gravuras e fotografias de mais 25 galerias de arte do mundo também integram essas exposição.

 

A FORM é produzida pela Urban Expositions, integrante do grupo Clarion Events que produz além da Form, a Art Aspen, Art Palm Springs e SOFA (Sculpture Objects Functional Art and Design)Chicago.

Clarion Events começou em 1947 e orgulha-se de ser um dos mais antigos organizadores de eventos independentes no Reino Unido. As equipes da Clarion criam ambientes exclusivamente eficazes e estimulantes que podem servir como uma plataforma para construir negócios, melhorar os relacionamentos com os clientes e acelerar a conscientização do produto. Mais recentemente, a empresa desenvolveu um portfólio internacional de marcas e agora oferece mais de 200 eventos em mais de 20 países.

A feira começou no dia 6 de dezembro e vai até o dia 10 de dezembro e se você quiser ficar pro dentro do que vai rolar de mais incrível em Miami acesse o site da FORM https://www.formmiami.com e no site https://www.artbasel.com/miami-beach você confere o que vai rolar e o que já está rolando nos arredores. Continue pelo blog que em breve eu conto mais um pouco de tudo que essa feira linda nos mostrou esse ano.

E por enquanto, curtam mais umas fotos que eu fiz por aqui!!!

Dando uma dica do que é ter felicidade em fazer coisas simples, afinal não somos ilhas soberbas em que não possamos nos unir e dividir as nossas simples descobertas.

Adoro transformar coisas aparentemente inúteis em algo útil…

Acho que reciclar materiais, além de ser ecologicamente correto, faz bem à alma, pois estamos dando uma segunda chance à algo que já não servia mais…Ver beleza onde não há, ver novas possibilidades para velhas coisas, velhas ideias e desta forma, estimular o lado “faça você mesmo”. Sempre temos algo que pode inspirar, criar e sim e porque não, reciclar, dar uma cara nova na nossa casinha, é sempre muito bom, além de nos dar prazer em dizer para os amigos, “veja fui eu que fiz”.

A decoração, além de trazer beleza, traz conforto e bem estar, pois o que é a casa da gente ? E não é o nosso refúgio do mundo ? O nosso porto seguro, o nosso castelo? Nossa casa é o nosso mundo !

A reciclagem está super em alta e a natureza agradece. Novos usos a objetos velhos ou móveis antigos, são ideias que fazem o ciclo se renovar e trazer muito charme e personalidade ao ambiente.

Eu sempre gosto de produzir algo reciclado autoral nas mostras em que participo.

Essa luminária de xícaras fez o maior sucesso na Mostra Líder em 2015 e hoje está fazendo parte da cozinha lá de casa.

 

Ainda em 2015, eu fiz esse abajur suuuper descolado para a Mostra Casa Cor no Rio de Janeiro. E também bombou gente !!! foi muito simples: Com uma abajour velhinho que tinha aqui, umas bonecas que minha neta nem brincava mais, um jet dourado e tchan, tchan, tchan olha lá tudo prontinho !!!

O único item que eu comprei foi a cúpula, mas que também foi bem baratinha.

 

Esse ano também participei na Mostra TINOC e incrementei aquelas luminárias tipo japonesas, e as transformei em um balão, ficou muito massa !!

 

O importante é deixar a imaginação nos levar, e enxergar além dos objetos. O que não falta por ai é criatividade e inspiração.

Ilumini-se !!

Renda-se ao reciclável !!

 

*Imagens retiradas do acervo pessoal e internet.

Não é todo mundo que pode se dar ao luxo de ter um quarto para cada filhote, não é verdade? Sendo assim, os irmãos são  acostumados a dividir esse cômodo, que serve não só para descansar, como para brincar, brigar, fazer o dever de casa, e brigar de novo…kkkk…Um quarto dividido entre irmãos é um quarto vivo, cheio de atividades.

Sem dúvida, uma espaço essencial para o amadurecimento das crianças, mas um enorme desafio para os pais, que têm que lidar com diversas variáveis dentro de um cômodo só.

 

Algumas vezes, há uma diferença de idade grande entre as crianças, em outras, o sexo, ou ainda os próprios interesses e gostos de cada irmão que pode ser bem diferente. Como agir com estas pessoinhas tão complexas e com  personalidades e necessidades tão distintas ? Além do que eles sabem exatamente o que querem no novo projeto de decoração. E uma perguntinha básica. É possível que crianças com idades muito diferentes compartilhem o mesmo quarto? E meninos e meninas convivendo em um mesmo ambiente? Como fazer? Como decorar o quarto nessas situações? Mas calmaaaa, que nós vamos te ajudar.

Antes de pensar nos detalhes como cores e acessórios, é preciso considerar quanto espaço você tem disponível para acomodar as crianças. Em quartos grandes, as camas podem ser dispostas em L ou paralelas, já nos quartos menores, dependendo do pé direito do ambiente, beliches podem ser uma boa solução. Portanto, se você se identifica com isso tudo que falamos, se liga nessas dicas que nós temos para você!

  •  Mantenha os móveis em cores neutras como amadeirados, branco , cinza ou bege. Facilita na ambientação para a idade e no gênero se for a questão.

 

  • Invista em dar personalidade aos itens fáceis de troca como, papéis de parede ou cores nas paredes. É importante entrar em um acordo entre os pimpolhos para evitar confusões e conforme eles forem crescendo podemos ir mudando.
  • Organize, setorize e otimize os espaços. As beliches são maravilhosas nesses casos, principalmente se a diferença de idade for grande, enquanto um precisa estudar, o outro quer brincar e se distrair, as beliches fornecem isso tudo além de privacidade, que eles tanto amam.
  •  Explore bem o espaço de cada um, para o pequenino uma ambiência lúdica, onde ele poderá liberar a imaginação. Isto o estimula a brincar e a se desenvolver. Para os mais crescidos, uma decoração mais neutra, ajuda nas mudanças intempestivas de personalidade que os pré-adolescentes  sofrem.

Não se esqueça: segurança sempreeee….se optar por beliches, quem for ficar em cima tem que ter pelo menos uns 5 anos e é sempre bom uma grade de proteção. Estamos a disposição para atende-los. Entre em contato com nosso escritório, que teremos o maior prazer em conversar.

 

*Imagens retiradas da internet.

O conceito por trás da cama de casinha!!

 

Criado pela educadora e médica italiana Maria Montessori no inicio do século XX, este conceito nunca esteve tão atual. Trata-se de um conjunto de teorias, práticas e matérias didáticos criados para libertar a verdadeira natureza do indivíduo desde o seu desenvolvimento.

 

Baseia-se em 6 pilares: Autoeducação (capacidade de aprender sozinha), educação cósmica (transmissão do conhecimento), educação como ciência, ambiente preparado, adulto preparado(em harmonia com a criança) e criança equilibrada (estado emocional e psicológico em estado de graça). Todos os princípios devem funcionar em união para que a criança se desenvolva de forma completa e equilibrada.

Em termos de design a proposta é um ambiente de aprendizado criativo e independente, que estimule os pequenos a serem livres para expressar e desenvolver suas capacidades com autonomia de forma espontânea e saudável.

Mas como que podemos colocar isso em prática?! Se liga nessas dicas!!!

Segunda a linha, o ambiente deve ser adaptado a maneira em que eles enxergam o mundo. Tudo na altura deles para que eles possam agir sozinhos, seguindo seus instintos.

Camas no chão!!! Isso mesmo, assim eles podem deitar e levantar quando quiserem. O colchão não precisa ficar no chão, pode ter um estrado, ou uma caminha mesmo, mas desde que fique na altura da criança e que ela tenha liberdade. É importante colocar várias almofadas para que na hora do soninho eles fiquem seguros.

  • Espelhos fixados a parede na altura deles. Bebês adoram ver o rosto das pessoas , e poder ele próprio se olhar no espelho faz com que se reconheçam como indivíduos desde bem pequeninos. Eles assimilam as próprias feições e identificam os sentimento de cada uma delas.
  • Brinquedos ao alcance das mãos para que peguem e brinquem a vontade, e também guardem–os exercitando o senso de organização e responsabilidade com seus pertences. Deixe a estante organizada e com poucos brinquedos, a dica é fazer um rodízio para que saiba com o que está brincando.
  • Leitura acessível!!! É primordial a educação infantil os livros, por tanto deixe-os a mão para estimular a leitura.
  • Barra de apoio para que se levantem com facilidade e comecem a dar os primeiros passos sozinhas no próprio tempo.
  • Tapetes são uma excelente alternativa para que os pequenos explorem livremente os quarto deles, sem que os pais se preocupem com o chão gelado. Lembre-se de optar por tapetes de fibra, antialérgico e mantenha-os sempre limpos para evitar problemas respiratórios.

Segurança em primeiro lugar!! Evite objetos pontiagudos, tomadas expostas, móveis com quinas vivas ou com rodinhas: eles podem usa-lo de escada para subir em cômodas ou poltronas, afinal, queremos que eles sejam livres exploradores mas de forma segura. Entre em contato com a gente que te ajudamos a montar o espaço ideal para seu pequeno!!

03
nov

Postado por:

Existe um mundo e não é aqui. Não estou falando de Marte, Vênus ou Plutão. Falo sobre aquele universo que tem dentro de cada um e que gera o que os espiritualistas, físicos quânticos, estudiosos ou curiosos chamam de energia. Cresci ouvindo falar disso. Minha mãe sempre usou a expressão “quando o santo não bate”… como assim “não bate”? Nunca entendi. Não imagino São Jorge dando tapas no dragão. Ele foi lá e matou! Santo Expedito preferiu pisotear o corvo.

Acredito realmente que temos um neurônio – acho que o meu seria parecido com um pinguim – que avisa: “Olha, essa pessoa é legal!” Ou “Ih, esse camarada tem uma coisa estranha, melhor não”. O tal do melhor não, melhor sim. Ações que temos por impulso, sem avaliação. Sensações de conforto, repulsa, medo, amor intenso…quantas vezes gostamos de alguém gratuitamente?

Energia no Aurélio é descrita como nuclear, atômica, ou vigor, atividade e eficácia. No dicionário de sinônimos, abordam como capacidade de trabalho, vigor físico e moral. A física quântica entende que nada é solido. E que nossos pensamentos geram a realidade que vemos, através dos nossos sentidos e das experiências vividas. Mas eu vou abordar como sendo algo que está dentro e fora de nós. Nosso pensamento gera uma reação que gera uma ação subsequente. Por exemplo: se temos um pensamento ruim, ficamos desmotivados, cabisbaixos e sem forças. Mas, se temos pensamentos bons, entramos numa vibração positiva e nossa força física e moral aumenta.

Consigo me fazer entender? Esse assunto é filosófico e estou sempre disposta a falar dele para quem quiser sentar comigo numa mesa de bar, mas, cervejas à parte, voltemos à questão.

A energia está diretamente relacionada às emoções e reações que temos quando em contato com o mundo (arrisco dizer interior e exterior). Sentimos o “clima” quando estamos numa festa ou num velório. Exemplo horrível, mas é real, não é mesmo? Quando um grupo de pessoas está muito feliz ou muito triste, a energia contamina quem se aproxima.

Imagem: google

Quando vamos comprar algo e somos recebidos por um vendedor dentro de uma loja, e esse vendedor está num bom dia, considerando todos os quesitos e técnicas que fazem dele um bom vendedor, temos uma experiência agradável de compra. Mesmo que o produto nos atenda, mas se o vendedor estiver num péssimo dia, mal humorado e sem vontade, a probabilidade de não comprarmos aumenta.

Esse é um exemplo de como reagimos às influências externas. O tempo inteiro estamos reagindo ao contato com o outro. Uma palavra, um olhar, um emoticon!!! Bom, daí, já entra a interpretação… Pauta pra novo texto!

O fato é que, quando conseguimos nos conhecer e entender por que somos reativos a isso ou aquilo e o que nos move e motiva, fica mais fácil canalizar nossa energia para fins produtivos e felizes.

E começamos ao acordar pela manhã. Escutando uma boa música, apreciando o momento do café da manhã sem a ansiedade dos próximos 15 minutos. Viver o presente e ter plena consciência de que nossas escolhas hoje serão o resultado de amanhã já é um bom começo.

Capacitar nossa mente para não inventarmos histórias mediante informações frívolas. Nossa mente é traquina, prega peças e nos engana o tempo inteiro! Temos a estranha mania de criar um contexto em cima do “por que ele não ligou” até o momento de descobrirmos que ele-não-ligou-porque-não-considerou-importante-naquele-momento-já-que-veria- você-à-noite. Até esse ponto, já pensamos: “Ele desistiu!”. Ou “não sou mais interessante” ou ainda “Ele tem outra” ou então “ele esqueceu”… ah, criar hipóteses não é privilégio das mulheres. Isso é comum na mente dos ser humano. Há milhões de exemplos que eu poderia citar, principalmente quando “achamos” que sabemos a resposta para várias coisas que pertencem à história de outras pessoas, portanto, somente elas serão capazes de responder…

Então, que tal começarmos a não viver de suposições? Porque criamos uma saga e sofremos com aquilo que criamos e que acreditamos ser verdade.

Viver o momento presente é um bom começo. Quando sua mente começar a divagar, pare por um minuto e somente continue se for um sonho muito gostoso e que valha a pena. Se for um mar de dúvidas e suposições, vá na fonte e pergunte.

Programar nossa mente com cenários positivos e fazer de cada encontro com alguém algo agradável, repleto de gentileza e sorrisos, gera uma energia deliciosa. Pense nisso. Como você pode (re)começar seu dia amanhã?

Imagem: google

 

Texto de autoria de Adriana Canton, colunista convidada.

*Imagens retiradas da internet.

 

Por

Um mini jardim pra lá de charmoso!! – Se joga no movimento do terrário!!

 

Já está pra lá de comprovado que ter a natureza próxima da gente, nos proporciona bem estar, reduz o estresse agindo diretamente na pressão arterial e frequência cardíaca. Opaaa, isso eu gostei !!!

Ter por perto estes seres vivinhos nem sempre significa ter um jardim imenso que demande cuidados.

Os terrários estão cada dia mais populares, belos e práticos conquistam o coração de qualquer um. Eles também são ótimas opções para quem quer jardinar, mas falta espaço na casa porém os terrários ficam super bem num espacinho micro.

Antes de colocar a mão na massa é preciso saber que existem 2 tipos de terrários: o aberto e o fechado.

Os terrários abertos possibilitam uma variedade maior, pois as minúsculas plantinhas devem ter as mesmas necessidades de água.

As suculentas e os cactos são os mais usados nesse tipo de casamento, mas nada impede que tenham outras combinações. Nestes terrários abertos a rega tem que ser mais frequente pois a água acaba evaporando.

Nos terrários fechados, normalmente, a umidade costuma ser alta. O calor faz com que a evaporação aconteça e haja condensação nas suas paredes, aquele suorzinho que fica escorrendo como gotículas direto para o substrato = terrinha do terrário. Desta forma, esse tipo de terrário pede um tipo de planta que tolere e de preferência , goste de muita umidade como por exemplo os musguinhos e a jiboia.

Depois disto, escolha o tipo de terrário que você curta mais fazer e, considere:

  • As plantas do terrário devem ter a mesma necessidade de luz, água, fertilizante e substrato.
  • Locais bem iluminados permitem o uso de plantas com flores, já os mais sombreados e frescos são ideais para folhagens e musgos.
  • Elas devem ser adultas porém de porte final pequeno. Isso facilita a manutenção e poderemos por mais plantas com uma proporção mais harmoniosa, isso se jogue no o efeito de mini jardim.
  • Combine plantas de diferentes tamanhos, cores e alturas. Se todas as plantas forem iguais, vão parecer uma tropa de soldadinhos verdes, isto é entediante e feio.

Tendo isso em mente, vamos à escolha do recipiente. As opções são muitas, podendo ser vidro, cerâmica e alguns são feitos até dentro de lâmpadas. Sabe aquele pote que perdeu a tampa ? voce vai pensar, ih ! isto aqui não serve para nada, na..na…ni..na..não, serve sim. Isso dá samba…

Dito isto, os terrários além de lindos são sustentáveis, pois precisam de menos água, e ainda fazem uso de objetos provavelmente descartados.

Pessoal, tem ainda colares de terrários fofos, para quem não quer se desgrudar dos seus mimos e incrementar seu visual. Vamos combinar que os terrários são uma ótima pedida para presentear os amigos, né ?! Adoroooo!!!

Mas voltando a montagem do nosso minijardim a sequencia tem quer a seguinte:

Inspirem-se!!!!! Caso você queira um jardim um pouquinho maior pra sua casa, se liga nesse post que fizemos sobre Plantas para Interiores, também está muito legal! E aí ? Vamos?

 

*Imagens retiradas da internet.

Aposto que você se confunde nestes dois estilos. E eles são os responsáveis pelos amores à primeira vista nestes últimos tempos.

Mas afinal qual a diferença entre o Vintage e o Retrô?!

Ah ! também tá na dúvida? Então vem com a gente, vamos te contar tudinho !!!

 

VINTAGE

É alguma coisa que se identifica pela época em que foi feito, neste estilo de decoração as coisas são de excelente qualidade, tanto que perduram até hoje. O termo vintage é de origem inglesa, palavra que remete às boas colheitas de uvas, ocasião em que os vinhos produzidos nesses anos são de safras excepcionais. Ou seja, em termos de design, é aquele móvel antigo (de verdade), mas muuuito bons.

São itens originais, de época, que continuam esbanjando charme. Este estilo resgata os elementos do século passado, e pode ser considerado vintage o que tiver pelo menos uns 20 anos. Porém, mais importante que ter uma peça com essas características, é saber da história por trás do objeto, e assim agregar o valor emocional, real e histórico que a peça tem.

Retrô

Significa ‘pra trás’, por tanto é uma releitura do que já passou. Uma peça lançada recentemente com aquela carinha de antiga é uma peça retrô. E não existem regras, não se trata de réplica, mas de inspiração no tema, um conceito de passado. O retrô é a reprodução ( não necessariamente fiel) do Vintage.

Hoje o retrô costuma se inspirar muito na cultura pop dos anos 80, com muita cor e linhas geométricas, rejuvenescendo os ambientes!!

 

E ai, entendeu a diferença?! Ainda não?! Se liga nas imagens abaixo que você vai entender!!!

 

 

Pode entrar em contato com a gente que vamos adorar conversar com você.

 

*Imagens retiradas da internet.

A grande preocupação na hora de montar o quartinho dos pequenos, é …Meu Deus ! Eles cresceram ! E o que fazer quando não der para usar mais o berço ?

Nós podemos te ajudar. Um bom projeto é essencial para que nesse período de transição a gente não tenha grandes obras de adaptação dos pequenos conforme eles forem crescendo.

Uma boa dica é escolher móveis de linhas simples e contemporânea, as cores neutras, colaboram para uma decoração atemporal. Eu sempre indico os itens que possam ser substituídos com facilidade, como as cores na parede, papel de parede, cortinas, tecidos e almofadas e até os adorninhos.

Móveis multiuso também são bons coringas. Os designers antenados com esta possibilidade criaram uma linha com varias possibilidades de alterações, os berços viram mini-camas, as bicamas que viram bancada de estudos, ou seja duram anos e a gente tem economia no bolso.

No meu espaço na loja Tinoc, usei uma cama chamada 5 em 1, ela é extremamente pratica, tem também uma empresa que é nova no mercado que se chama Noos, eles bolaram um berçinho lindo que pode se transformar num passe de magica num sofazinho muito charmoso para acomodar os pequenos.

O importante é se divertir em cada fase de transformação, deixando eles participarem nas escolhas, afinal o quartinho é deles.

 

*Imagens retiradas da internet.

**Acervo pessoal.

*** www.noos.com.br

Gente…OUTUBRO ROSA CHEGOU!!! E pra quem ainda tem dúvidas sobre esse assunto, a gente esclarece.

O Outubro Rosa é um movimento popular internacional que visa conscientizar a respeito da prevenção do câncer de mama. A campanha nasceu na década de 90 nos EUA e foi aderida por todo o mundo de forma muito elegante e feminina e é simbolizada pelo laço cor de rosa lançada pela Fundação Susan G Komen for the Cure que se refere a luta contra o câncer.

Várias ações ocorrem nesse período para lembrar a mulherada de se cuidar. Inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas para sensibilizar a população, depois surgiram corridas e desfiles de moda com as sobreviventes ao câncer para arrecadar fundos para a campanha. E hoje o que mais chama atenção e ajuda na expansão do movimento é a iluminação do monumentos espalhados pelo mundo todo. Tudo fica mais charmoso cor de rosa, não é?

 

O Outubro Rosa, uniu os povos em prol de uma razão nobre, a iluminação rosa tornou-se referência, e sua importância é identificada em todo mundo!

 

A partir de 1997 a campanha se tornou um marco, deu-se inicio efetivo a prevenção e diagnóstico precoce. Aqui no Rio de Janeiro, o INCA  (Instituto Nacional do Câncer) tem programação especial todo o mês de outubro. A procura por exames como mamografia aumentam em até 30% nesse mês e por isso vários hospitais abraçaram a causa, inclusive alguns hospitais particulares dão descontos nesses exames específicos.

O autoexame também é FUN-DA-MEN-TAL e não precisa marcar hora com você mesma. Mantenha seus exames em dia, e atente para os principais sinais de que alguma coisa não está certa:

Nódulo (caroço): 90% dos casos é assim que ele se manifesta, e pode ser sentido pela própria mulher através do toque. Eles podem surgir também nos gânglios linfáticos nas axilas e no pescoço (linfonodos), pois eles filtram as substancias nocivas ao nosso organismo, então eles incham e aumentam de tamanho quando algo não está certo.

-Mudanças nos seios: a pele dos seios pode ficar avermelhada, enrugada, como se fosse casca de laranja. A retração dos mamilos também é um dos sintomas.

-Secreção: Saída de um líquido com uma coloração esbranquiçada, ou amarelada e que muitas vezes libera um odor forte e desagradável.

-Perda de peso: perda de peso repentina. Emagrecer pode ser o objetivo de muitas, mas a perda de muito peso sem razões pode ser motivo de preocupação

-Cansaço: Sentir-se cansada após um dia de trabalho é normal, mas estar cansada sempre, mesmo quando nos dedicamos ao descanso e a exaustão não passar, é bom procurar um médico.

-Dores: Dor nas mamas ao apertar ou apalpar os seios. Até o sutiã incomoda.

-Sangramento: Qualquer tipo de sangramento em datas inesperadas pode ser um sinal de alerta.

Então mulheradaaa, chega de desculpas. Previna-se, mulher! Quando a doença tratada desde o inicio, as chances de cura aumentam muito mais. Não podemos nos deixar para depois. Marque seus exames periódicos, vá ao médico e cuide-se sempre!

*Imagens retiradas da internet.