Os índios possuem uma maneira própria de se organizarem. Entre eles tudo é dividido com o objetivo de fazer a aldeia indígena funcionar em harmonia.

Além de trabalharem, eles se divertem, nas aldeias, eles fazem festas, danças e jogos. Porém, estas formas de divertimento sempre possuem uma mensagem ou religiosa ou social. As lutas entre eles é um tipo de jogo, pois atualmente não há motivação para guerras entre tribos, mas infelizmente, entre os que não são índios, os produtores rurais, a guerra é sanguinária e covarde. Isto é um problema antigo e vem desde 1880, logo depois da Guerra do Paraguai. As lutas / jogos servem também para desenvolver o físico sempre muito forte deles.

A divisão de trabalhos deles, segue critérios de idade, sexo, acumulo de conhecimento e cultura.

Índios adultos, são os responsáveis pela proteção da aldeia e, se necessário, atuam nas guerras. São os homens que fabricam as ferramentas, instrumentos de caça e pesca e constroem suas casas.

Poucas são as aldeias que não tem interferência do homem branco, quase todas já sã estimuladas a participarem da nossa cultura, algumas índios costumam ir para cidades próximas para estudarem e participam de Reuniões empreendidas pela FUNAI (Fundação Nacional do Índio) também não há mais caças de animais selvagens e nem guerra.

A FUNAI deve promover e proteger os direitos dos índios, preservando as suas culturas, línguas e tradições, além de monitorar as suas terras para impedir ataques de madeireiros, garimpeiros e outros, evitando práticas de usurpação das riquezas que pertencem ao patrimônio indígena e que colocam em risco a preservação das comunidades. Mas infelizmente é o que mais acontece, porque são poucos os fiscais de controle.

As Mulheres adultas cuidam dos filhos, alimentando-os e se preocupando com os cuidados básicos. Devem ainda coletar os frutos, fabricar a farinha, elas atuam na agricultura da aldeia, plantam e colhem (mandioca, milho, feijão, arroz, etc).   Fabricam os artesanatos de cerâmica (vasos, potes, pratos), cestarias, esteiras, esculturas, bijuterias, bolsas e uma série de adornos além de tecerem as redes.

É muito interessante como a família é unida e participativa, as meninas são prometidas aos meninos em torno de 13, 14 anos e com eles se casam e procriam. No meio dos índios, o amor não é o principal fator para a escolha de um cônjuge. As mulheres preferem um grande caçador, um bom agricultor, um guerreiro ou um curandeiro de prestígio. Os homens, por sua vez, preferem as mulheres mais trabalhadoras, em vez das mais bonitas.

Os casais indígenas não andam de mãos dadas, nem abraçados, nem se beijam. O afeto é demonstrado de outras maneiras. No caso dos índios Krahó, por exemplo, a mulher pinta o corpo do marido de urucum e carvão, tira-lhe os piolhos do cabelo, tira-lhe os cílios e as sobrancelhas. Ao cair da tarde, o casal estende uma esteira no chão, fora de casa, e ficam sentados sobre ela, fumando ou conversando. Quando um dos dois adoece, o outro não sai de casa.

Tem índia que já nasce comprometida com seu marido. Lá na aldeia conheci uma que com nove anos, ficou noiva. No ano seguinte, se casou. E aos 13 anos, teve o primeiro de seus seis filhos. A vida precoce, que pode causar espanto em muitas pessoas, para ela é tida como normal.


Adolescente e mãe, as índios conhecem de perto a dualidade tradição x modernidade. Há jovens que não nascem prometidas ao marido. As vezes se conhecem desde a infância e, no início da adolescência, começaram a namorar, com 15 , 16 anos formalizam a união com o consentimento dos pais.

Os curumins / crianças da aldeia também possuem determinadas funções. Suas brincadeiras são destinadas ao aprendizado prático das tarefas que deverão assumir quando adultos. Um menino, por exemplo, brinca de fabricar arco e flecha e caçar pequenos animais. Já as meninas brincam de fazer comida e cuidar de crianças, usando bonecas. E eles cantam sempre, são muito festivas.

Toda aldeia tem um cacique que é o chefe político e administrativo. Experiente, ele deve manter o bom funcionamento e a estrutura da aldeia. Ele é o responsável em aplicar as regras da tribo, definir punições, resolver conflitos, definir guerra e organizar a caça, quando há.

E quanto ao pajé, ele possui grandes conhecimentos, é uma espécie de sacerdote, dos rituais, cultura e religião. Conhece muito bem o poder das ervas medicinas e atua como uma espécie de “médico” e “curandeiro” da aldeia. Mantém as tradições e repassa aos mais novos seus conhecimentos. Os rituais religiosos também são organizados pelo pajé.

Tem também as parteiras que são as mulheres mais velhas. Atualmente com a acessibilidade as tribos tem índios que estudam, alguns são professores, outros enfermeiros e isto sociabiliza muito. Além de participarem de encontros com outras tribos.

Uma cultura que não deve se perder, um legado que está quase se extinguindo por esse Brasil afora e que por persistência de alguns índios ainda não se perde alguns se dedicam a difundir a arte tradicional das suas regiões. Todo artesanato que eles fazem são dedicados à manutenção e sobrevivência das suas famílias dentro das tribos.

Em Manaus, a Galeria Amazônica, pratica um comercio justo onde não há exploração das pessoas que produzem as peças, somente visam a sustentabilidade, e são provenientes da Comunidade Waimiri – Atoari e de outras etnias.

Sempre com foco na preservação dos povos da floresta uma iniciativa que surgiu da busca por alternativas econômicas sustentáveis que incentivem e valorizem as comunidades, a produção de bem-estar, além da conservação e valorização da biodiversidade e das práticas tradicionais dos povos da Amazônia.

As comunidades indígenas estão sendo cada dia mais ameaçadas pela exploração ilegal, pelo extrativismo predatório.

Há muitos indígenas que não sabem nem falar o português, não têm noção da formação de preço e chegam à cidade vendendo seus produtos por valores baixos ou simplesmente os trocam por algum objeto do seu interesse. E assim se tornam vítimas de atravessadores, que se apossam daqueles produtos por bagatelas e os vendem a preços altíssimos.

Espelhos são super versáteis. E quando a gente pensa em decoração, eles são peças-chave em diversos efeitos no ambiente.

 

 

Eles são ótimas ferramentas para trazer mais charme, luz e amplitude. Podem valorizar iluminação natural, dar destaque e para isso, planejamento é essencial, afinal usado da forma errada pode acabar destacando algo que não queremos, por isso temos que tomar cuidado.

1.TODO MUNDO JUNTO!!!

Agrupe-os. Se você tem um lugar grande para colocar o espelho, mas não quer gastar um dinheirão em um espelho deeeeste tamanho todo, #ficaadica, colocando vááários e com tamanhos e formas diferentes fica muito legal, com molduras, sem molduras, não tem regras. Coloridos, ou todos iguais, da mesma cor , vai depender do seu nível de ousadia, aliás #Ouse sempre.

Essa arrumação também é super válida para os espaço menores, conforme você vai descobrindo novidades vai poder ir encaixando de acordo com o tamanho deles!!

 

2.DE PONTA A PONTA!!!

Essa #dica é perfeita para espaços pequenos. Colocar o espelho na parede todinha, de um lado ao outro. Os reflexos criados aumentam muito o ambiente. Nesse caso indico que usem as placas com 4mm de espessura, e um silicone específico para colar espelhos. Se o espelho for ficar em alguma quina, peça ao seu vidraceiro para bolear as quinas para evitar acidentes, ou arremate com uma moldura descolada.

 

3.NA FRENTE DA PORTA!!!

Tire os espelhos de dentro do armário. Em portas de armário de roupas já é super comum, mas a nossa sugestão aqui é trazer os espelhos para a frente dos móveis, seja um aparador, buffet ou armários de banheiro. É preciso ter cuidado com a espessura, neste caso, eu indico com 5 ou 6mm porque diminuem o risco de se quebrarem principalmente se forem recortados ou aparafusados.

 

4.LUZ!!!

Aproveite mais a luz natural do ambiente instalando os espelhos próximos as janelas. Além de refletirem a luz que entra pelo vão, eles também refletem o que se passa lá fora. Se a paisagem for verde então, traz mais vida para o espaço. Só cuidado que esse técnica usada em um quarto por exemplo, pode causar desconforto e atrapalhar o sono.


5.PARA DIMINUIR!!

Os espelhos também são usados para diminuir siiiim!!!!! Uma casa muito grande, ou um ambiente com pé direito bem alto, coloque o espelho como um roda teto, com uma leve inclinação para baixo, assim ele irá refletir sutilmente o próprio espaço trazendo muito mais aconchego.

Não coloque espelhos em lugares que você precisa de concentração, como atrás da tv, ou es escritório. Eles tiram nosso foco, você vai querer se olhar o tempo todo, pode apostar!!!!

 

*Imagens retiradas da internet.

Qual a cor que te inspira?!

A escolha da cor das paredes, dos móveis e de tudo que compõe uma casa depende mais de nós e dos nossos humores do que das normas ditadas pelas tendências do ano. É preciso se questionar sobre qual tom tem a ver com seu momento atual, com a sua história, sua alma. Do branco ao vermelho, qualquer escolha é possível, desde que ela te represente.

Photo by Robert Katzki on Unsplash

A pergunta que vem a minha mente é qual cor combina mais com você hoje? Sim, porque cor é uma coisa meio abstrata, que te acompanha desde criança, ou não? Eu lembro de que no meu tempo de colégio minhas amigas ficavam querendo saber qual era a minha cor predileta, e hoje continua a mesma… A gente também não faz uma ligação de cor com sentimento ou objetos? É claro que sim… É normal fazermos estas ligações, assim os verdes lembram florestas, azuis, a cor do mar, amarelos lembram ouro, os vermelhos, a paixão. Se não fosse assim, as fábricas de tinta não nomeavam as cores com nomes que te remetem a alguma coisa similar. Tem nome de cor bastante descolada, tipo, bala toffee, algodão doce, cortina de teatro, echarpe de seda… e tem também as atitudes, tipo se você está de férias, vem logo o nome azul praia, bege cor de areia?? Oi? Fica até engraçado. Também são infinitas possibilidades na hora de comprar tinta, quase temos que fazer um curso. Além disso, as nuances são tão similares que sugiro você comprar 3, 4 ou até mais cores para testar nas paredes, se não consegue decidir. E depois deste desterro, rogai a Deus, bendito fruto que a cor fique boa.

Photo by Jason Leung on Unsplash

Cada cor tem um conceito e as opiniões são muitas, todo mundo palpita e, pensando nisso, eu resolvi fazer este texto para descomplicar um pouco! As cores têm um significado bem especial, o vermelho te seduz, uiii… O branco indica pureza, o preto, o luto. Entender essas associações provocadas pelas cores é uma maneira de nos entendermos, e damos de bandeja um pouco da nossa personalidade.

Photo by Philipp Berndt on Unsplash

Photo by Tareq Shuvo on Unsplash

Existe um tempo certo para cada cor existir na sua casa. Se em uma década estávamos bem sociáveis, sempre com amigos e em festas, em outros tempos não estamos mais, podemos estar mais deprês, mais introspectivos e bem diferentes, afinal, a vida não é uma festa. Mas a cor nos ajuda a mudar o clima das nossas casas. Eu vou te contar, eu morro de amores pelo azul turquesa, é uma cor muito linda para mim, mas não necessariamente tenho que pintar meu quarto de azul turquesa, certo? Sair pela casa pintando mil cores só porque a gente gosta, sei não… Fica esquisito, porém se a gente pega um móvel que está para lá de caído e faz uma laca, por exemplo, em amarelo, nossa! fica muito maneiro. Tem uma #que eu amo #saiadacaixa #ouse #usecor #experimente, e se você errar? Ora bolas, pinte de novo!!! Faça uma anamnese e escolha A COR, aquela cor que você nunca pensaria em usar, então vai lá e se joga, pinte seu aparador com ela. Se você for tímida, comece pintando os banquinhos de cozinha, pinte um de cada cor e admire a diferença.

Na casa da minha mãe, tinha um festival de cores, meus pais eram uns andarilhos por esse mundo afora, duas vezes por ano minha mãe viajava, ia para Europa, Estados Unidos, África, Ocidente e Oriente. Cada vez que ela chegava era aquela expectativa, o que de novidade ela iria trazer, a casa da mãezinha é um mercado árabe, tem de tudo um pouco e tudo muito colorido. Até hoje, tem um tapete pendurado na sala de estar que ela trouxe do Egito. Eu ficava olhando aquele tapete e literalmente entrava no meu mundo colorido. A casa da minha mãe é uma casa cenográfica, você passeia por aquele mundo de objetos e cores, vindos dos mais longínquos lugares. E assim eu desejo que vocês também se conectem e tenham maravilhosas experiências.

 

 

O escolha o melhor para sua cozinha!!

 

A cozinha tradicionalmente é o coração da casa não é ? Uma boa circulação de ar é fundamental para deixar este ambiente agradável, livre da fumaça e cheiros que a gente não quer, e quando a gente resolve fazer aquelas friturinhas e grelhados do mal ? Mas que são deliciosas. Uhm…. o resultado é que tudo se espalha pela casa e fica uma gordura danada.

Bem pensando nisso, voce precisa saber escolher o produto que assumirá a tarefa de “limpar” o ar desse ambiente. Mas qual escolher? Para que serve cada um? Como integra-lo de forma harmônica no projeto ? Se voce fica atarantada só de pensar, a gente está aqui para te ajudar.

A principal diferença entre eles está na capacidade de se trocar o ar com o ambiente externo e em filtrar ou não o ar.

O exaustor, na prática, funciona como um ventilador que impulsiona o ar quente para fora do ambiente, automaticamente traz o ar frio para dentro. Os exautores não possuem um sistema específico para filtrar o ar que é expulso, mas auxiliam na redução da temperatura do ambiente, umidade, vapores e afins.

 

Os depuradores de ar, são como exaustores, porém eles sugam o ar, filtram e devolvem o ar para o ambiente em que forem instalados. É o que tem o preço mais acessível, pois não precisam de dutos para que o ar seja expulso, então a instalação é bem tranquila e se adaptam bem a cozinhas pequenas.

Ao contrário do exaustor e da coifa, o depurador não tem a capacidade de diminuir o calor do ambiente, e sua habilidade de diminuir os odores e a fumaça também se limitam por que a gordura fica acumulada na grade de inox, o que pode ocasionar mau cheiro e diminuição da capacidade sucção, por tanto requerem mais manutenção constante, troca do filtro e limpeza mesmo das grades, porque a gordura fica retida no feltro.

Já as coifas, possuem um sistema de filtros de alumínio posicionados de forma angulada que condensa a gordura que vem com o ar e direcionam o escoamento e armazenamento da gordura.

Disponíveis nas versões de parede ou em ilha, as coifas podem ou não trocar o ar do espaço. Há modelos que contam com um sistema de tubulação que faz essa troca por meio da sucção do ar e funciona portanto, como um exaustor. Outros modelos, por sua vez, não realizam a troca, mas sugam o ar quente, filtrando e o devolvendo o ar purificado. É necessário a passagem de um duto para o ambiente externo e uma chaminé. Portanto o custo de instalação é um pouco mais elevado.

Sendo assim, é só você escolher o modelo que mais te atende. Existem diversos modelos no mercado e um mais lindo que o outro. Então se joga!!!

 

*Imagens retiradas da internet.

Com um foco no conforto, em novos materiais e com uma seleção inusitada de cores, aqui estão as 9 tendências de design para sua casa.

 

Tendência # 1:

Nos tecidos para sofás, cortinas ou em acabamentos, verificamos que todos estão voltados para uma alta tecnologia e bom desempenho com uma pegada ecológica.

Esses novos tecidos vão percorrer um longo caminho nos nossos projetos com texturas que trazem um aspecto natural, tanto para exterior como para interior.

 

Tendência # 2:

Vários tipos de designs misturados com diferentes tipos de metais.

A mistura de metais me atrai, ainda mais quando há diferentes alturas nas mesinhas de centro. Eu sou especialmente atraída pela mesa de bebidas dischi de Gentner Design (mostrada no centro), onde um tampo padrão Bertoia de bronze esculpido no topo é contrastado à pernas de aço inoxidável escurecida.

 

 

Mesas de Gentner Design

 

Tendência # 3:

Projetos mais humanos, viva na estética.

Nós víamos muitos de nossos clientes pedirem espaços limpos e modernos para sua casa. Atualmente eles estão preferindo uma casa que os dê uma sensação aconchegante, de conforto, então procuram mais por texturas e padrões em superfícies suaves. Os espaços são mais convidativos e mesmo assim com uma vibe moderna.

Tendência # 4:

Tapetes personalizados e moldados no local.

O que vemos atualmente são tapetes que podem ser tecidos em qualquer tamanho ou combinação de cores, eles funcionam perfeitamente em um ambiente formal tradicional ou contemporâneos, isto permite que o ambiente tenha um design moderno.

Tendência # 5:

Painel sobrepostos

Tendência é algo que trabalho ativamente para seja evitada no design! Porém um elemento de design que amo e provavelmente será para sempre são os painéis de madeiras sobrepostas. São usados para agregar aconchego comparando à uma simples parede, funcionam bem em habitações americanas e tornam uma casa sofisticada apenas este detalhe.

Fotos de Sarah Dorio

 

Tendência # 6:

Misturando tons quentes e tons bacanas

Este conjunto de tons quentes com cores consideradas frias alcançam uma vibração única. O azul é uma cor calmante e eu gosto de misturar notas de damasco e mel para dar uma sensação acolhedora porém um pouco cool, bacana.

Tendência # 7:

Superfícies polidas com cores neutras

Com a volta da pegada industrial que foi muito revisitada pelos espelhos, estou observando superfícies mais polidas e neutras. Isso inclui peças em alto brilho, lacadas com uso de cores brilhantes. Neste banheiro, um espelho sobre o armário com cor clara que me dá uma sensação clássica porém contemporânea.

Tendência # 8:

Espaços quentes e amigáveis

Vimos uma mudança significativa no uso dos espaços que passaram a ser mais acolhedores e íntimos. Nossos clientes passaram a curtir mais ficar em casa, procurando um lugar confortável para conversar e tomar um copo de vinho.

Fotos de Alyssa Rosenheck

Tendência # 9:

Mix de estilos e materiais

O estilo agora é tudo sobre como fazer “uma mistura“. Aqui, a combinação de uma mesa de centro vintage, um sofá clean e um quadro de arte moderna cria uma estética rica e interessante.

*Imagens de acervo pessoal e retiras da internet.

Tem muita coisa linda que vai arrasar neste 2018, mas como saber o que vai rolar de novidade esse ano?

Bem, na hora de criar um móvel, uma estampa ou até um acessório, levamos em conta tudo: forma, material, textura, função, todos esses elementos dependem muito de quem vai usufruir, ou mesmo a maneira da pessoa encarar seu dia a dia, o comportamento desses usuários é que determina a tendência.

Então se liga aqui no blog a gente te conta tudo que vai bombar nesse ano que está só começando!!!

Feminismo!! Oi?! Sim , o feminismo é visto como uma grande tendência na área de design. Como assim ?? Rose Quartz, é uma cor dominante desde 2016 e em 2017 a cor ganhou força juntamente com o cobre em diversos itens, como por exemplo a cor dos flamingos distribuídos por ai. Agora em 2018 ganha ainda mais força através das formas orgânicas (que rementem ao feminino) e tons pastéis.

O estilo industrial segue, mas com a delicadeza da influência desse movimento. Apesar de muitos dizerem que o amarelo é o novo rosa – e, de fato, a cor mais solar do prisma estar surgindo, o tom avermelhado foi o favorito entre os expositores da Maison & Object Paris em 2017. Além de ser atual, ela funciona muito bem com a paleta da vez: os tons terrosos.

 

Verde que te quero mais verde!!! As plantas permanecem com força total em 2018, e mais ainda: elas agora não estão apenas nos vasos, as formas e as cores terrosas estarão bem mais presentes, e também mas nas estampas das almofadas, papeis de parede e tapetes.

Marmorite: novo mármore!!! Com certeza você já viu o marmorite na casa da sua avó, ou num hall de prédio antigo. O marmorite foi muito usado na década de 40, principalmente em áreas de serviço, cozinhas e escadas. É um material ecologicamente correto, pois junta os fragmentos de diversas pedras e tem um custo muito menor. Possui a aparência de granito, em 2018 ele ganha uma pegada mais contemporânea e um visual mais cool.

Muito ouro!!! No ano que passou vimos o rosê/cobre dominando, mas em 2018 o que vai conquistar espaço é o GOLD!! Não apenas em metais de banheiros como já conhecemos, mais em diversos detalhes em toda casa: acessórios, almofadas com fios dourados, toda a tapeçaria ganha em requinte e muito charme!!


O que fez sucesso em 2017 como concreto, cobre, estilo industrial, estilo fazenda e vintage continuam em 2018. Mas acima de tudo o estilo do momento tem que ser o seu!!! Seguir tendências nos mantém atualizados, porém o mais importante é adaptarmos o que está no auge ao nosso gosto para termos a casa do jeitinho que a gente ama!!!!

FELIZ 2018!!!!

 

*Imagens retiradas da internet.

Pantone declara a cor do ano de 2018 – sim, a cor que eu adoro “Violet”.

 

Surpresa ? Sim, nós aqui do Blog, também. No entanto, fiquei lendo o que se esconde atrás desta cor, caso inquestionável quando Leatrice Eiseman, diretora executiva do Pantone Color Institute, sugere que a tonalidade deve atravessar fronteiras.

“Estamos vivendo num tempo que devemos ter muita imaginação, Violeta é uma cor excelente para a cura emocional, mental e espiritual. Cor púrpura de base azul eleva nossa consciência e potencialidades para um nível mais alto”, explica ela. Nos ajuda a encontrar caminhos para reflexão, nos remete à magia, abre caminhos. É uma cor metafísica, acrescenta Eiseman.

Cor muito provocativa, observem que David Bowie e Prince eram fãs destas cores, pois são cores evocadoras de emoção. Pode até ser usada como um agente calmante, espaços de meditação usam este tom na iluminação. Em outras palavras: Esta é a cor quando se precisa respirar e sair da agitação da vidinha cotidiana.

“Realmente esta cor é um reflexo do que precisamos no mundo de hoje”, diz Laurie Pressman, vice-presidente do Pantone Color Institute. Arquitetos, designers e fornecedores de marcas devem se ligar nas tendências e absorverem todas as influencias e inspirações.

Claro que não se deve sair por aí, pintando nossas casas de violeta mas, certamente podemos explorar efeitos de iluminação ou procurar acessórios up to date nesta cor mais do que calmante.


Para voce saber esta cor é vista como a cor da energia cósmica e da inspiração espiritual. É uma cor metafísica. É também a cor da alquimia e da magia.

Simboliza: dignidade, devoção, piedade, sinceridade, espiritualidade, purificação e transformação. Quando usada em excesso acaba provocando manias e fanatismo.

Namastê

Inspiradas por esse clima natalino decidimos fazer esse post para você que é louca por um vermelho e se joga num batom ou num vestidão
maravilhoso vermelho, claro, mas quando se trata de incluir essa cor tão vibrante, quente e cheia de energia na sua casa rola àquela insegurança. Não se preocupe que estamos aqui para ajudar você.

Primeiro :O que ser apaixonada nessa cor diz sobre você ?
Estudos mostram que se o vermelho é a sua cor favorita você é alguém que vive cada momento intensamente e está sempre em busca de novas emoções. Por ser tão apaixonada pela vida, se entedia com facilidade, por isso gosta de criar coisas novas e ter o controle de tudo.

É uma cor ousada, e desde os primórdios para as mais variadas culturas ao redor do mundo, o vermelho detinha poderes mágicos relacionados à invencibilidade, proteção, força e intimidação.

No século XVI, o rei da França, Luis XIV incluiu o vermelho em todas as suas peç as, principalmente em sapatos e roupas então, o vermelho tornou-se a cor que simbolizava nobreza e riqueza, o que se mantém até hoje, e é também sinônimo de paixão, fertilidade, calor e energia.


O vermelho é muito usado em grande intervenções arquitetônicas e se tornam verdadeiras obras de arte.

 

Um ambiente vermelho é sempre marcante e atrai atenções, mas não são unanimidade, por isso é bom dosar sua utilização. Para os mais discretos, vale a pena a uso da cor em pequenos itens, como um puff, detalhes de cortina, ou prateleiras.


Usar cores neutras como fundo também destaca ainda mais o tom, e traz sobriedade, deixando tudo muito elegante.


Já, forrar os estofados de vermelho proporciona ainda mais a personalidade ao ambiente.


Para os mais ousados, até as cozinhas ganham poder usando esta cor ficando até irreverente, o vermelho estimula o apetite.


Escolha o tom com que mais se identifica: os mais alaranjados fazem com que você se sinta energizada e viva, enquanto tons sutis, antigos e purpúreos como o borgonha, marrom, tijolo tem uma vibração acolhedora.


De qualquer forma o vermelho é uma cor de afirmação, então, se jogaaa!!!

 

Isso mesmo: Casa Cor chegou à Miami!!

Além de hospedar uma das melhores edições da Art Basel, Miami tornou-se um lugar fantástico também para apreciar o melhor do design de interiores, explica Mariana Niro, Executive Director of Luxury Sales. Mariana é uma das principais executivas do mercado imobiliário na Flórida e desempenha um importante papel como assessora financeira de seus clientes, sempre encontrando exatamente o que eles necessitam, com talento e filtro apurado para achar belas residências. Quem está à procura do seu sonho imobiliário ou quer simplesmente investir no mercado da Flórida, tem que visitar o novo empreendimento projetado pelo maravilhoso arquiteto Renzo Piano – detentor do Premio Pritzker. Trata-se de um edifício à beira- mar de Miami Beach, o “Eigth Seven Park”. E é muito mais do que um simples edifício, é um marco: são 70 apartamentos que parecem desafiar a gravidade. Seu empreendimento foi lançado junto com a Casa Cor Miami que também é uma novidade na cidade.

Você precisa conhecer o que os arquitetos e designers estão fazendo por aqui: a combinação de todas as ideia com os belos apartamentos, com certeza vai te ajudar a encontrar um decor perfeito para a sua casa. A Casa Cor chega em Miami num momento ideal para o consumidor local e também para os que não moram por aqui.

Com 30 anos de experiência, a CASACOR Miami compartilha com arquitetos e fornecedores puro design em ambientes mágicos. Serve como local para testar, lançar novos conceitos e apresentar ideias modernas para um futuro melhor.

São três coberturas de grande porte localizadas no rooftop do Brickell City Center, local que abriga um shopping center novíssimo e lotado de grifes. A Casa Cor vai até o dia 18 de dezembro. Imperdível!

 

Subindo ao 43º andar cada “Home Sweet Home” varia de US $ 3,5 milhões a US $ 6 milhões de vistas deslumbrantes.

Os quartos são tão variados quanto os designers da Casa Cor, que tiveram total liberdade de criar, e por conta disto compuseram um resultado bem eclético. Os quartos são mais tradicionais.

A delicadeza sempre presente nos espaços de Roberto Migoto fez com que eu amasse e escolhesse como o THE best de toda mostra.

 

O Stúdio Guilherme Torres projetou um quarto clean com peças da Espasso e Gessi.

Dado Castelo Branco, sempre com sua arquitetura irretocável.

Paulo Alves foi um designer presente com seu mobiliário bem contemporâneo.

Enquanto isso, num quarto projetado pelo arquiteto goiano Leo Romano, as prateleiras, os armários e a cama estão todos presentes numa sala muito acolhedora.


“Miami é como uma salada de frutas”, explica Lucio Grimaldi, CEO da Casa Cor Miami. “É um caldeirão de designers e ideias que vêm de diferentes lugares. Queríamos que nosso projeto representasse isso “. E eles conseguiram!

O que está rolando na Art Basel em Miami em 2017?!

Art Basel Miami é uma das feiras mais bombásticas do circuito internacional da arte moderna e contemporânea. Isso tudo porque além da feira de arte, criada nos anos de 1970 em Basel, e com edições em Miami Beach e Hong Kong, acontece um intenso programa de atividades (festas, exposições e eventos envolvendo arte, cinema, design e música) que transforma Miami no ponto de encontro mais badalado de artistas, designers, arquitetos, galeristas e interessados em artes. E entre elas está A FORM.

A FORM Miami é uma das únicas ferias de arte em Miami que expõe objetos de escultura e arte aplicada. O programa apresenta artistas novos e artistas já consagrados pelo mundo com trabalhos que valorizam a inovação em artes decorativas contemporâneas e design, destacando o trabalho em cerâmica, fibra, vidro, metal, madeira e recicláveis.

São obras tridimensionais incríveis, que esbanjam criatividade e ousadia, desafiando o visitante a se desprender dos padrões. E além delas, pinturas, gravuras e fotografias de mais 25 galerias de arte do mundo também integram essas exposição.

 

A FORM é produzida pela Urban Expositions, integrante do grupo Clarion Events que produz além da Form, a Art Aspen, Art Palm Springs e SOFA (Sculpture Objects Functional Art and Design)Chicago.

Clarion Events começou em 1947 e orgulha-se de ser um dos mais antigos organizadores de eventos independentes no Reino Unido. As equipes da Clarion criam ambientes exclusivamente eficazes e estimulantes que podem servir como uma plataforma para construir negócios, melhorar os relacionamentos com os clientes e acelerar a conscientização do produto. Mais recentemente, a empresa desenvolveu um portfólio internacional de marcas e agora oferece mais de 200 eventos em mais de 20 países.

A feira começou no dia 6 de dezembro e vai até o dia 10 de dezembro e se você quiser ficar pro dentro do que vai rolar de mais incrível em Miami acesse o site da FORM https://www.formmiami.com e no site https://www.artbasel.com/miami-beach você confere o que vai rolar e o que já está rolando nos arredores. Continue pelo blog que em breve eu conto mais um pouco de tudo que essa feira linda nos mostrou esse ano.

E por enquanto, curtam mais umas fotos que eu fiz por aqui!!!