O crescimento vertiginoso das tecnologias de comunicação somado ao surgimento de vários softwares nos permite vislumbrar um novo tempo. Neste futuro que se aproxima o trabalho será cada vez mais elaborado nos escritórios caseiros em detrimento dos escritórios corporativos.

Mack Residence designed by Jennifer Post feature in Architectural Digest October 2004

Esta nova tendência que já está sendo usada por profissionais diversos como designers, artesãos, jornalistas, representantes comerciais, arquitetos e muitos outros. A junção de escritório com moradia é possível e pode funcionar perfeitamente quando alguns tópicos são levados em consideração.

  • Organização

Locais específicos para cada dispositivo (computador, impressora, fax). Cogite ter um monitor de LCD com capacidade de reproduzir TV e terá um aparelho a menos. Pense antes os locais dos pontos de eletricidade em relação à localização dos aparelhos evitando os horrorosos fios dependurados.

Lembre-se de planejar conduítes exclusivos para a elétrica e a telefonia, já os fios de áudio, vídeo e TV a cabo podem até dividir o mesmo tubo. Nesse caso, para os cabos passarem com folga o tamanho ideal do conduíte é de uma polegada.

  • Palheta de cores

A palheta de cores reflete diretamente no clima do escritório caseiro. A maioria das pessoas opta pela simplicidade nas tradicionais paredes brancas com pisos e móveis de madeira, apostando em tons como bege, areia e marfim, neutros e naturais.

Home-office Berinjela

Caso o perfil do escritório seja mais informal, na hora de escolher a a tonalidade para dar um toque pessoal, utilize como guia as cores já presentes nos adornos, objetos pessoais prediletos que enfeitarão o escritório, almofadas e até mesmo a cor do sofá.

  • Funcionalidade

O ideal é que o profissional que atenda em casa tenha uma porta independente, assim o visitante/cliente não precisa passar pelas áreas comuns da casa. Nos apartamento isto é bem mais difícil de executar, mas uma solução é o uso do quarto reversível com entrada pelas dependências de serviço.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *