Algumas dicas para você não esquentar a cabeça!!

O segredo de uma boa obra está no planejamento. Estabelecer um cronograma reduz as chances de eventuais problemas a partir do momento que projetos, custos e prazos são bem definidos. Portanto, antes de qualquer coisa, CONTRATE UM PROFISSIONAL e, junto com ele estabeleça o que vai ser feito.

É essencial o desenvolvimento do projeto para determinar o nível da intervenção a ser feita seja numa reforma, ou numa obra do zero, e assim poder estimar custos de mão de obra e de material, bem como o tempo que vai durar!!


 

Tenha claro as etapas de cada atividade que serão feitas. No caso de uma reforma, deve- se:

1º Remover os móveis, ou se não for possível, protege-los com lonas, plásticos bolha ou papelão. Caso o projeto peça a troca de piso, será necessário remove-los do espaço. Existem depósitos para guarda de móveis que podem auxiliar nesse processo ou, coloque-os em outro ambiente da casa, e assim por diante conforme o andamento da obra mas, além de mais trabalhoso, as chances de danos aumentam.

 

2º Remover os revestimentos a serem trocados, bem como bancadas, louças e metais e o gesso do teto caso ele tenha que ser trocado. Nessa etapa, dependendo do volume, será necessário o aluguel de uma caçamba para remoção de todo entulho gerado. Pequenos volumes, as empresas de limpeza urbana costumam recolher, mas desde que eles estejam devidamente ensacados.

3º Agora, erguem-se novas alvenarias, e têm inicio a distribuição de instalações elétricas, redes, hidráulicas, gás, tubulação para ar condicionado, tudo de acordo com o projeto e com a execução de um bom profissional para que não haja transtornos futuros. É também a hora dos ajustes, o que tiver que ser acrescentado ou modificado, tem que ser agora. Não se pode ter pressa nessa etapa!!!

 

4º Após a colocação dos novos revestimentos (lembre-se de proteger o piso depois de colocado), emassadas as paredes e do novo teto de gesso, entra a pintura. No caso de cozinhas e banheiros, é importante que os móveis planejados já estejam no lugar para a instalação das bancadas. Eu sempre recomendo que esses armários estejam apoiados em socos (ou de alvenaria ou de mármore) para dar estabilidade e segurança a bancada.

 

 

 

5º Depois de tudo pintado, as luminárias já podem ser instaladas. Caso você opte pelo teto em dry-wall preste atenção para que o suporte das placas do gesso não coincidam com as luminárias embutidas. Se isto ocorrer, há a possibilidade de se remanejar os spots. Um imã pode ser bem útil para auxiliar na hora dos rasgos para luminárias, evitando assim danos ao teto.

 

 

6º Agora chegou a hora das cortinas e do mobiliário. Tudo vai para seu devido lugar. O pintor sempre volta para fazer pequenos retoques, pois os móveis de uma lado pro outro acabam “machucando” as paredes.

Tudo pronto!! Quando se tem passo a passo bem claro !!! Tudo Fica mais fácil !! Sempre mantenha o cronograma atualizado, além de ter um diário de obra, contando tudo que se passa na sua obra, inclusive anotando a meteorologia. Lembrando sempre que, estimativas de custos e de tempo, são guias. E que possivelmente alterações poderão ocorrer, porque você quer algo a mais no meio da obra, tipo um triturador de pia, ou mesmo um ar condicionado não mensurado. Enfim, toda obra nova ou reforma é uma caixinha de surpresas, mas no final tudo dá certo!! Então, mãos a obra!!!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *