Muitas vezes, quando sou contratada para fazer um projeto de paisagismo, a primeira questão que o cliente coloca é que “quer um jardim sem necessidade de manutenção”. Um jardim sem manutenção não existe. Podemos colocar espécies de manutenção fácil, mas sempre haverá necessidade de se fazer alguma coisa. Os clientes logo pensam em cortar gastos, mas não se dão conta que ter um jardim sem cuidado não é razoável, terão perdido o que investiram em sua implantação.

imagem1imagem2

Quando se contrata um profissional para fazer a manutenção, deve-se levar em conta o conhecimento técnico deste profissional. Fazer manutenção não é apenas cortar a grama. Para se manter um jardim bonito e saudável, precisamos de muitas etapas. Nunca contrate um jardineiro ou um paisagista que cobra o menor valor. O valor cobrado depende da experiência, do tamanho da área, da dificuldade da manutenção. Pesquise sempre sobre o trabalho do profissional que você pretende contratar. O próprio nome já diz: MANUTENÇÃO para manter o jardim saudável. Não é razoável lembrar que o paisagista existe somente quando aparecem pragas ou algum tipo de doença.
O que eu incluo nas minhas manutenções:
1. Poda da grama, de contenção e de formação, o que inclui galhos e folhas secas, com pragas ou doenças.
2. Adubação na época certa e em quantidades corretas, pois o excesso de adubo pode matar suas plantas.
3. Retirada de ervas daninhas e plantas invasivas.
4. Tratamento fitossanitário com defensivos em dosagens corretas e com a fórmula certa para cada tipo de praga e doença.
5. Aeração do solo.
6. Replantio de mudas.
7. Rega

imagem3

Verifique se as suas ferramentas estão afiadas, pois uma tesoura que mastiga o galho da planta pode danificá-la para sempre.? Verifique também se o jardineiro retira as ervas daninhas da grama antes de cortá-la, pois existem os que passam o cortador na grama e apenas no mato, e, como o mato cresce mais rápido, ele surgirá antes mesmo do próximo corte da grama, trazendo um aspecto de desleixo ao jardim. É necessário que exista, além do jardineiro, o acompanhamento técnico de um paisagista, principalmente na escolha adequada das mudas a serem replantadas ou das mudas novas que serão acrescidas ao jardim.

imagem4
As plantas são seres vivos e, como tal, precisam de cuidados adequados e particulares. Cada uma tem necessidades diferentes da outra (é aí que se encaixa o profissional), também precisam de atenção diária (e é aí que se encaixa o dono do jardim). As pessoas precisam se conscientizar de que os paisagistas escolhem as plantas adequadas para cada local, identificam pragas, aplicam inseticidas ou fungicidas, adubam a terra… mas não fazem milagres!!! Portanto, não adianta deixar as pragas tomarem conta do jardim, ou passar uma semana viajando, enquanto as plantinhas morrem de sede e, depois, chamar o paisagista achando que ele tem o poder da ressuscitação! Seria maravilhoso se tivéssemos este dom, mas, infelizmente, não temos. Manutenção é um serviço indispensável e envolve diversas etapas, mesmo para os jardins mais rústicos e simples.

2 comentários para “Manutenção de Jardins”

  1. Lucia

    Muito bom ! Adorei a parte que fala que o paisagista não tem o poder de ressuscitar as plantas, meio obvio, mas muitos acham que vcs farão magica! Parabens Marisa.

  2. Gonçalo Barbosa Dias

    ótimo artigo Marisa Lima! muito esclarecedor principalmente para quem acha que qualquer um sabe cuidar de um jardim, as vezes a pessoa gasta uma nota no jardim e depois manda um empregado quebrar o “galho. Só faço uma ressalva quanto o regamento do jardim que normalmente é feito pelo zelador pois na maior parte dos condomínios o jardineiro faz uma visita por mês. Parabéns pelo ótimo artigo!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *