set
18

Atenção porque a partir de agora chega o queridinho dos últimos tempos e que está em alta cada vez mais!!

O estilo industrial surgiu na cidade de Nova York em meados do século XX. Nesse período, o aumento da população na região era cada vez maior, e as pessoas tiveram que recorrer a um novo tipo de moradia, os “LOFTS” ; que são apartamentos amplos, recém-adaptados, espaços que anteriormente, haviam sido fábricas ou velhos galpões. Portanto, a essência do estilo industrial estava justamente na manutenção das características destas antigas fábricas. A base era sempre um estilo despojado com paredes de tijolos aparentes, canos e tubulações sempre deixados à mostra, fazer uma garimpagem em lojas de demolição, ferro – velhos e antiquários é in.
O futuro da arquitetura está no reuso e no aproveitamento de materiais.

Tomar para si o que já está pronto é grande chave do estilo, e ainda por cima ser sustentável, não tem coisa melhor! Os elementos em estado natural combinados com acabamentos contemporâneos criam ambientes únicos. Esqueça o acabamentos perfeitos, esse conceito, cai por terra se tratando do industrial, e justamente esse jeitinho despojado e “barato” de se fazer, caiu no gosto popular, além de facilitar a manutenção. Hoje, ser descascado, enferrujado, todo detonado é estar super na moda, é chic mostrar a passagem do tempo nos objetos, expor as marcas de uma poltrona detonada, com cortes e rasgos nos tecidos, expor as marcas é sustentabilidade na veia.

A mistura com outros estilos, traz uma ampla gama de possibilidades e atende, assim todos os gostos. Por que por mais que tentem negar, a decoração industrial faz parte das casas, às vezes em um pequeno objeto, outras em uma paredes inteiras de tijolinhos. A única certeza que temos é que este estilo entrou em nossas vidas para ficar.

Tubulações aparentes, o uso do ferro em móveis e estantes, sem esquecer o cimento queimado. A beleza de uma casa com este estilo, mora na imperfeição, onde você menos espera existe poesia. A decoração muitas vezes não consegue, sozinha, deixar o ambiente com carinha de industrial, dessa forma a escolha dos revestimentos ganha um destaque especial, principalmente nas grande superfícies, como paredes e pisos. Tem inúmeros porcelanatos e papeis de paredes que imitam a textura. Na cozinha, um dos ambientes fácil pela mistura dos eletrodomésticos em inox que se mesclam com a madeira e que dá tons de sofisticação ao estilo.

Ao contrário do que havíamos dito dos outros estilos, as cores base como o branco, bege, cinza, marrom e preto, ganham protagonismo nessa onda industrial, e são muito elegantes todas juntas. As cores entram pontualmente, sem muito alarde. O que interessa são os materiais reais, na sua forma primária, bruta!!!

*Imagens retiradas da internet.

Deixe seu comentário