jul
27

Você sabia que a partir de 24 anos você já vai começar a envelhecer? Então, que tal sabermos tudo que pode acontecer como a Dona Celeste, minha mãezinha, que está já com 94 anos?

Ela está meio cansadinha e com problemas nos pés e, daí que eu atentei para o seguinte : Muitos idosos preferem permanecer em suas próprias casas, lá está o mundo deles, cada vez mais os aposentados ficam hospedados em suas próprias casas por toda a vida, graças ao planejamento inteligente e às principais atualizações do mercado.

Não se trata realmente de só por barras de apoio e trilhos em escadas, o que a família precisa é de alguma maneira de continuar vivendo sem que as coisas virem um caos.

Uma casa que seja segura, atraente e confortável para pessoas de diferentes idades e habilidades. As características podem incluir salas de estar de um andar, portas amplas, balcões de cozinha com dois níveis, interruptores e tomadas fáceis de alcançar.

  • CHUVEIROS – Outra maneira de adicionar espaço a um banheiro existente é substituir a banheira por um chuveiro. Uma opção é um chuveiro sem muretas ou box fixo, que permita a entrada de uma cadeira higiênica ou andador. Barras de apoio também são muito importantes. Dona Celeste, ainda não usa cadeira de rodas, mas planeja o futuro.
  • BACIAS HIGIÊNICAS – À medida que as pessoas envelhecem, os banheiros são considerados um grande problema, com alto risco de escorregões e quedas. Pense em banheiros maiores e menos escorregadios, especialmente se precisar de espaço para uma cadeira de rodas e para um cuidador. Um vaso sanitário mais alto (45 cm do chão, em vez do padrão 36 cm) é mais fácil dos idosos se levantarem, e barras de apoio podem reduzir o risco de quedas. Considere o uso de barras de apoio flexíveis, que podem sair do caminho quando não estiverem em uso.
  • DEGRAUS – A principal mudança se a casa for de dois andares é a criação de um pequeno quarto com banheiro completo no primeiro andar, para que dona Celeste não precise descer escadas. Considere mover do quarto principal para o andar de baixo. Mas se não tiver como e dependendo da limitação do idoso, uma cadeira elevatória podem ser a solução. Instale barras em ambos os lados de qualquer escada.
  • TAPETES- Existe no mercado uns adesivos de tapetes para mantê-los no lugar. Mas se a situação exige medidas radicais, elimine os riscos, como tapetes, passadeiras.
  • ILUMINAÇÃO – Certifique-se de que haja muita iluminação nos corredores, balizadores ajudam muito. Recomendo uma iluminação suave entre o quarto e o banheiro, eliminando o choque e o brilho de ir da escuridão à luz brilhante. Outra ideia é instalar a iluminação com sensor de movimento que ilumina a caminhada. Existe uma mesa e cadeira confortável com uma boa iluminação para leitura? É sempre bom estimular nossos velhinhos a se manterem ativos, nada de ficar vendo TV o dia inteiro. Uma boa iluminação natural também é essencial, deixemos o sol entrar!!!
  • CORES – Observe atentamente as transições entre os quartos. Os quartos monocromáticos podem ser atraentes, mas podem ser confusos para os olhos mais velhos. Use cores contrastantes para indicar a transição de uma sala para outra, ou para mostrar a borda de uma bancada ou o topo de uma escada.
  • MÓVEIS COM FUNÇÃO – Entrar e sair de camas e cadeiras pode ser um desafio para o envelhecimento das articulações e músculos, por isso o ideal seria camas elétricas que podem ser levantadas ou abaixadas, e cadeiras com mecanismos de mola ou inclinação elétrica, mas se não houver esta possibilidade, sugiro colchões com espuma de casa de ovo e cama um pouco mais alta que a habitual para facilitar na hora de levantar, e sempre uma cadeira próxima à cama.
  • COZINHAS – As soluções de cozinha não são dispendiosas, faça bancada baixas em alguns pontos crie espaços para uma cadeira de rodas ou para uma pessoa sentar-se enquanto prepara os alimentos. Uma solução mais simples é comprar uma tábua de corte que possa ser usada na mesa da cozinha. Sugiro colocar os pratos que são usados com mais frequência em armários que são fáceis de alcançar. Considere investir em armários com gavetas e bandejas extraíveis.
  • EXTERIOR – Pense tanto dentro quanto fora, rampas podem ser construídas, alias, rampas de acesso são exigidas por lei em condomínios particulares ou não, e em vias públicas. No caso de uma casa, pode prejudicar o valor de revenda e nem sempre são práticas. Um elevador motorizado faz mais sentido, se puder.
  • PISOS – Remova os pisos com ressaltos, alise as superfícies irregulares. Crie um lugar para o idoso entrar e descarregar suas coisas tipo bolsas de mercado sem ter que seja preciso se inclinar para pegá-los. E não se esqueça: os gramados precisam ser cortados, as calçadas precisam ser limpas, as calhas também e assim por diante.
  • CONTATO COM ELES- Estamos todos familiarizados com os comerciais de jornal e de tv, portanto use do sistema de monitoramento, eles estão cada vez mais sofisticados, não exigindo mais nenhuma ação por parte da pessoa que precisa de ajuda. As pessoas querem ficar em suas casas. Às vezes, uma pequena coisa fará uma grande diferença.

Viva e deixe seu velhinho feliz !!!

 

*Imagens retiradas da internet.

Deixe seu comentário